MEMÓRIA MUSICAL

VESTIDINHO ENCARNADO
(Braguinha)
Sua primeira composição aos 16 anos
Como ficas tão formosa
Até bendigo o meu fado
Quando te vejo, menina
Do vestidinho encarnado
Há dias não te avistei
Fiquei triste, desolado
Chorei muito com saudades
Do teu vestidinho encarnado
Por acaso, aqui passando
De andorinhas bando alado
Perguntei se tinham visto
O teu vestido encarnado
Uma delas disse às outras
Ensandeceu o coitado
Ficou doido, pois só pensa
Neste vestido encarnado