MEMÓRIA MUSICAL

LANCHA NOVA
(Braguinha - Antônio Almeida)
Ô...ô-ô-ô
Lancha nova
No cais apitou
Ô...ô-ô-ô
Lancha nova
No cais apitou
E a danada da saudade
No meu peito já chegou
E a danada da saudade
No meu peito já chegou
Adeus, ó linda morena
Não chores mais, por favor
Partindo, eu morro de pena
Ficando, eu morro de amor
Meu barco já vai partindo
Já vai-se embora, meu Deus
Só vejo ao longe sumindo
Um lenço dizendo adeus