MEMÓRIA MUSICAL

A SAUDADE MATA A GENTE
(Braguinha - Antônio Almeida)
Fiz um rancho na beira do rio
Meu amor foi comigo morar
E na rede nas noites de frio
Meu bem me abraçava pra me agasalhar
Mas agora meu Deus vou-me embora
Vou-me embora e não sei se vou voltar
A saudade nas noites de frio
Em meu peito vazio virá se aninhar
A saudade é dor pungente
Morena
A saudade mata a gente
Morena